Seu negócio já está na internet. Você sabia?

Nos dias de hoje até mesmo um mercadinho de bairro está online, ainda que o proprietário não saiba

(foto Google Maps)

 

Quando alguém quer manter contato com algum estabelecimento comercial, basta lançar mão do smartphone e digitar no Google para realizar uma ligação automaticamente, sem sequer digitar os números do telefone da empresa que procura. Ou, se preferir, pode traçar a melhor rota com opção de percursos mais rápidos para chegar ao destino no menor tempo possível.

 

Provavelmente, quem tem menos de 20 anos de idade não se recorda de uma experiência em que para encontrar um telefone ou endereço de determinada loja, supermercado, oficina ou qualquer outro estabelecimento era preciso folhear um livro chamado de lista telefônica.

 

E sabe o que é mais interessante? As empresas não se colocaram no Google, foram adicionadas lá pelo próprio gigante da tecnologia, com seu endereço, um ponto marcado no Google Maps e uma foto da fachada feita pelo carro do Google Street View.

 

A questão é que boa parte dos empresários não se dá conta de que a sua presença online não é mais uma opção ou um diferencial competitivo. Tornou-se um fato natural e automático, seja para um mercadinho de bairro ou uma grande loja.

 

E são inúmeros os casos em que as empresas ignoram isto, por desconhecimento ou despreparo para lidar com esta realidade.

 

Mas quais são as consequências de estar em um ambiente onde você será encontrado pelo cliente mesmo sem qualquer preparação para se relacionar e dar feedback no mundo online? Certamente, não serão boas.

 

Os novos comportamentos de compra do consumidor regem a necessidade de adequação por parte dos varejistas para atender às demandas da nova era de relacionamento cliente x empresa. No foco de toda a mudança está a urgência proporcionada pelas novas tecnologias que aceleram a percepção das pessoas em vários aspectos criando a sufocante sensação de que falta tempo para tudo e todos diante da enxurrada de informações e possibilidades.

 

Neste cenário, estar na web e ser encontrado, ainda que a contragosto ou sem ter percebido isso, não é uma punição. Trata-se de uma oportunidade para melhor o posicionamento do seu negócio em tempos de omnichannel.

 

. Leia também: Abra o máximo de portas para atrair o consumidor até o seu negócio

 

Reiterando, o consumidor é quem dita as regras. E exige experiências positivas no relacionamento com as empresas, seja para adquirir produtos ou contratar serviços.

 

O simples fato de utilizar bem ferramentas como o Google e as redes sociais para se relacionar com seus clientes faz muita diferença na forma como uma empresa é vista e avaliada.

 

E quem ainda reluta não pode esquecer que, mesmo sem sua interação, o consumidor tem  toda a liberdade para citar sua empresa em qualquer canal da web.

 

A questão é que isto pode acontecer na sua ausência ou em um cenário onde você estará atento para argumentar e dar respostas evitando os prejuízos graves que um detrator pode causar à imagem da sua empresa.

 

Ser omnichannel é muito mais que isto e o tema merece aprofundamento, que em breve o blog trará. No entanto, para quem ainda nem sequer se tocou que o mundo não se divide mais em off-line e on-line, mas é na verdade uma junção das duas realidades se complementando, compreender o que dissemos acima e atualizar seu comportamento já é um bom começo.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Veja também
Please reload

Gerencie Melhor é uma publicação de EMC Sistemas, com o objetivo de disseminar informação

gratuita e de qualidade, para a melhoria dos resultados das empresas com dicas de gestão empresarial.

(31) 3851 3838 | marketing@emcsistemas.com.brwww.emcsistemas.com.br

João Monlevade, Minas Gerais - Brasil