Como vender mais na Black Friday, inclusive em loja física

 

No dia 23 de novembro, o varejo nacional realiza mais uma edição da Black Friday, que promete descontos incríveis com o objetivo de aumentar as vendas preparando para a renovação dos estoques antes das compras de Natal.


Mais que uma sexta-feira de promoções, a estratégia preparada pelos lojistas é repercutir a onda de descontos durante todo o mês de novembro. Além de ampliar a duração da oferta buscando atrair mais consumidores, o objetivo é também descentralizar as vendas para facilitar a operação logística, garantindo o cumprimento dos prazos de entrega. 


As promoções dominam principalmente os sites de e-commerce e os marketplaces, mas neste artigo você encontrará insights sobre como aproveitar a oportunidade gerada pela expectativa dos consumidores em torno da data mesmo que seu negócio seja baseado em uma loja física.

 

Loja física + e-commerce: multiplicando os canais de venda


Antes de decidir adotar esta estratégia, no entanto, é preciso ter consciência de que os clientes não aceitam ser enganados. Portanto, nem pense em aumentar os preços para depois reduzir na Black Friday. Esta foi uma prática muito usada por lojistas há alguns anos e comprometeu a credibilidade da promoção, mas hoje o mercado cuidou de se auto regulamentar e os órgãos de defesa do consumidor estão atentos a fraudes desta natureza.


Um caminho para criar ofertas reais é negociar melhor com seus fornecedores, garantindo preços e condições favoráveis nos pedidos para repassar as vantagens em descontos mais significativos aos clientes.


O tipo de promoção que será praticado depende da estratégia a ser definida pela sua loja, mas se o objetivo é conquistar novos clientes e fidelizar os atuais, o melhor é ser agressivo oferecendo descontos impactantes.


Fique atento para planejar os percentuais que serão concedidos considerando todos os custos da transação, desde o preço do fornecedor, passando pelas taxas de cartões, embalagens, despesas em geral e impostos.


Lembre-se de preparar o estoque para o aumento das vendas, porque se chamar a atenção dos clientes e não tiver os produtos para disponibilizar, o que poderia ser positivo se transforma em propaganda negativa com consumidores insatisfeitos.


Some tudo isso a um atendimento de qualidade e tenha uma política de trocas muito clara, informando as regras para que o cliente não se sinta enganado e assim evitando reclamações no pós-venda.

 

Ofertas semanais
Uma boa saída para manter a atenção do cliente voltada para a loja nas semanas que antecedem a Black Friday é dosar as promoções.


Você pode selecionar peças ou setores específicos da loja para entrar em promoção a cada semana, ou criar descontos progressivos de acordo com o volume da compra.


Isto garante que haverá sempre algo diferente a ser ofertado e o consumidor poderá ser abordado com as novidades até a data específica, na sexta-feira, 23 de novembro.

 

Divulgação
Agora é hora de ser criativo usando as informações existentes na sua loja, como cadastro de clientes, e outros canais de contato com os consumidores, a exemplo das mídias sociais, para comunicar as ofertas.


Informar com antecedência que sua loja estará na Black Friday vai gerar expectativa positiva, mas é preciso ter cuidado para não criar uma ideia de que terá descontos sensacionais e depois oferecer percentuais de 5% nos produtos frustrando os clientes.

 

Utilize sua base de e-mails
Se você tem os cadastros dos seus clientes organizados, pode utilizar o e-mail marketing para realizar pelo menos um disparo de newsletter antes da data da Black Friday informando sobre suas promoções.


Existem algumas ferramentas gratuitas para envio de e-mail com limitação de disparos, mas que atendem caso você não possua uma solução. O Send Blue é uma delas. Na sua versão gratuita é possível enviar 300 e-mails por dia para contatos ilimitados.


Outra opção com muitas funcionalidades gratuitas é o MailChimp, com limite de 2.000 e-mails cadastrados, 12 mil envios por mês e outras funções como automação de marketing e criação de landing pages.


A operação destas ferramentas é muito simples e com um pouco de dedicação é fácil criar suas campanhas.


Cuidado para não exagerar nos envios, porque os excessos podem causar rejeição à sua marca e colocar tudo a perder.

 

Faça parcerias com influenciadores
Identifique influenciadores digitais do seu segmento e proponha parcerias para que divulguem suas promoções. Uma boa estratégia é oferecer produtos em troca desta ação para reduzir a necessidade de investimento financeiro em uma contratação dos serviços.


Alguns destes formadores de opinião são muito seguidos nas redes sociais e suas postagens são capazes de mobilizar clientes para a sua estratégia. O Instagram é a plataforma mais adequada para buscar os perfis que podem ser aliados da sua loja.

 

Saiba trabalhar com o Facebook
O Facebook é uma rede onde várias ações podem render bons resultados na sua estratégia de marketing.


Se sua loja tem uma página nesta rede social, impulsione publicações pagas. Investindo relativamente pouco, cerca de R$ 300,00, até o dia da Black Friday é possível alcançar um bom público de acordo com seu planejamento, como listamos abaixo:


. Impulsionamento
Para suas publicações alcançarem um público maior, além do orgânico (gratuito), é preciso pagar.
Usando a função “Impulsionar publicação”, você consegue segmentar o público e direcionar o alcance, como mostrado neste tutorial do próprio Facebook.

 

. Divulgue em grupos de possíveis clientes
Identifique grupos temáticos do Facebook que sejam coerentes com o seu negócio e compre publicidade nestes canais negociando com os administradores para direcionar às suas promoções. Prefira imagens que chamem a atenção e textos curtos.
Nunca faça spam.

 

. Crie um evento no Facebook
Utilize a página da sua loja para criar um evento, que é um recurso gratuito do Facebook, para divulgar sua Black Friday.


Administre o evento com novidades, contagem regressiva e interações diariamente para atingir seu público e lembrá-lo da sua promoção.

 

. Botão para o Whatsapp
Uma opção para aumentar a interação com o seu cliente em potencial é criar um anúncio no Facebook com um botão para chamada no Whatsapp. Este recurso permite configurar uma pergunta padrão que será enviada quando clicar no botão, seja acessando no celular ou no computador.


Invista na criatividade para conquistar o cliente, com uma chamada assim, por exemplo: “Os 50 primeiros clientes que entrarem em contato via Whatsapp terão 10% de desconto adicional”.


Saiba como criar um botão de mensagem para o Whatsapp clicando neste link.

 

Instagram
Se você já tem uma conta movimentada no Instagram onde faz publicações da sua loja, intensifique a presença publicando pelo menos uma vez por dia conteúdos relacionados à sua promoção. A frequência é muito importante nesta rede social para fixar a marca.


Também é possível pagar para impulsionar suas publicações.


A ferramenta Stories também pode ser usada com vídeos e imagens para aguçar a curiosidade dos clientes em uma sequência de publicações sobre os preparativos para a Black Friday, por exemplo.

 

 

Venda em marketplaces
Mesmo que você ainda não tenha um site, é possível vender na internet nesta Black Friday criando uma conta em marketplace.


Os marketplaces são plataformas que reúnem diversas lojas anunciando seus produtos sob a chancela de uma grande marca, como Mercado Livre, Americanas, Ponto Frio, Magazine Luiza, Casas Bahia e outros.


Você só precisa se cadastrar para expor seus produtos e, se realizar vendas, pagar uma comissão que varia de acordo com cada marketplace. É mais uma forma de diversificar a oferta ao seu cliente, aproveitando toda a estrutura de marketing dos grandes varejistas.


Saiba como se cadastrar para vender em marketplaces.

 

Porque ter um site próprio de e-commerce
Caso você não tenha uma loja virtual para aproveitar ainda mais as oportunidades da Black Friday e o crescimento do comércio eletrônico no Brasil, é melhor começar a pensar no assunto. Apenas neste ano, o e-commerce tem previsão de crescer 12%, diante de uma perspectiva de crescimento do varejo tradicional na casa de 4,5%.


A cada ano, são milhões de novos e-consumidores que movimentam milhões de reais em uma onda continuamente crescente proporcionada pelo acesso facilitado aos smartphones e a internet.


Os novos hábitos de compra dos seus clientes indicam que cada vez mais é necessário digitalizar o seu negócio, oferecendo canais alternativos de compra para manter-se no mercado de forma competitiva.

 

Conhece o consumidor omnichannel? Prepare-se para atendê-lo


Por mais que redes sociais e marketplaces sejam ferramentas que possibilitam um posicionamento on-line, é estratégico ter seu próprio canal para não ficar vulnerável às regras de terceiros que podem mudar e prejudicar o seu negócio de repente.


Há soluções no mercado que simplificam o trabalho de criar uma loja virtual, com preço muito acessível e facilidade de operação, como é possível verificar acessando www.minhalojanaweb.com.

 

Mãos à obra
Com todos estes insights, é hora de colocar a mão na massa e executar sua estratégia para melhorar os resultados da sua empresa na Black Friday. Explore o máximo que for possível das ideias apresentadas neste artigo e aproveite as oportunidades.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Veja também
Please reload

Gerencie Melhor é uma publicação de EMC Sistemas, com o objetivo de disseminar informação

gratuita e de qualidade, para a melhoria dos resultados das empresas com dicas de gestão empresarial.

(31) 3851 3838 | marketing@emcsistemas.com.brwww.emcsistemas.com.br

João Monlevade, Minas Gerais - Brasil