Aumento das vendas com cartões requer mais controles na empresa

 

A crescente utilização de cartões nas compras realizadas no varejo é uma realidade confirmada pelas estatísticas mais recentes do Banco Central.

 

Segunda a pesquisa “O brasileiro e sua relação com o dinheiro”, publicada pela instituição no dia 19 de agosto, o dinheiro vivo ainda é a forma de pagamento mais utilizada pela população: 96,1% responderam que, além de outros meios, também fazem pagamentos em espécie. Na questão, os entrevistados podiam marcar mais de uma opção – 51,5% mencionaram cartão de débito e 45,5%, cartão de crédito como outros meios utilizados.

 

No comércio, 75,8% dos estabelecimentos aceitam pagamentos no débito e 74,1% no crédito. Apenas 16,3% aceitam cheques.

 

Segundo o comércio, os pagamentos em dinheiro representam 50% do faturamento. O cartão de débito aumentou de 14% para 20% sua fatia no fluxo de caixa dos estabelecimentos. As vendas feitas em cartão de crédito ficaram estáveis no período, com 25%.

 

Esta realidade referente ao uso dos cartões veio acompanhada pela necessidade de as empresas adotarem algumas medidas de controle para evitar fraudes e erros nas transações.

 

Uma ferramenta eficiente para melhorar a segurança e o controle nas operações, garantindo ainda mais eficiência, é o sistema de Transferência Eletrônica de Fundos (TEF), que integra as vendas com cartões ao sistema de gestão, conectando ao processo de automação implementado no PDV. A solução é a responsável por fazer a comunicação da sua loja com as operadoras de todos cartões aceitos no estabelecimento.

 

Segurança

Além de aumentar a segurança das vendas, o TEF elimina a necessidade de usar múltiplas maquininhas de cartões (POS), centralizando as operações.

 

Após a compra ser registrada, o cliente insere o cartão no equipamento e o valor é cobrado sem necessidade de digitação, eliminando erros ou fraudes que poderiam ocorrer neste momento com a informação de valores incorretos.

 

Rapidez no atendimento

A eliminação da tarefa manual contribui ainda para agilizar o atendimento e impacta positivamente na redução do tempo de espera do cliente em filas.

 

Taxas melhores

Com o TEF, você se livra da obrigação de utilizar maquininhas específicas para cada cartão, centralizando as operações em um aparelho. Assim, tem liberdade para configurar as operadoras que deseja usar de acordo com cada bandeira, podendo negociar taxas melhores, reduzindo os custos e aumentando os ganhos.

 

Mais controle

Com os relatórios gerados pelo TEF, você tem mais controle das suas operações com informações de recebimentos de cada caixa e das operadoras de cartão, podendo comparar os dados averiguando recebimentos e taxas cobradas.

 

Combate ao golpe da troca de maquininhas

Um golpe que ocorre com muita frequência em estabelecimento que utilizam várias maquininhas de cartão é a troca do equipamento para desviar os pagamentos realizados pelos clientes. Como o equipamento é móvel, ele pode ser substituído facilmente, com ou sem a participação de pessoas ligadas ao estabelecimento. Como no vídeo abaixo, registrado por uma câmera de segurança:

 

A máquina substituta é configurada para direcionar todos os recebimentos a uma conta bancária do golpista e quando o comerciante percebe o prejuízo já é grande.

Como o equipamento do TEF é conectado fisicamente ao caixa e configurado com informações específicas para cada terminal, este tipo de golpe é impossível com esta solução.

Conheça um pouco mais sobre TEF e saiba como fazer para adotar esta solução no seu estabelecimento.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Veja também
Please reload

Gerencie Melhor é uma publicação de EMC Sistemas, com o objetivo de disseminar informação

gratuita e de qualidade, para a melhoria dos resultados das empresas com dicas de gestão empresarial.

(31) 3851 3838 | marketing@emcsistemas.com.brwww.emcsistemas.com.br

João Monlevade, Minas Gerais - Brasil